Voltar para listagem
Autor(a):

Data do Post
26/10/2017
/Bem estar

Amamentação após o câncer de mama

A amamentacao para mulheres diagnosticadas com câncer de mama e que são submetidas à mastectomia, a experiência é ainda mais representativa. 

"Com a mastectomia, as glândulas mamárias são retiradas e assim não haverá produção de leite. A retirada pode ser parcial, uma mama, ou total, as duas. Caso a retirada seja parcial, é possível manter uma amamentação exclusiva para o bebê. Assim, ele não precisará de complementos, como o leite industrial", afirma a pediatra e gestora de qualidade da Maternidade Brasília, Dra. Sandi Sato. 

A maioria das mulheres que apresentam a doença pode se deparar com a falta dos seios acompanhada da possibilidade de não poder alimentar seu filho. Mas existem alternativas que podem dar a elas essa percepção. "Algumas mães podem ter a sensação de amamentar seus bebês por meio da translactação. É uma técnica em que o bebê é colocado junto ao peito para mamar o leite por meio de uma sonda próxima ao mamilo", explica a Dra. Sandi. 

 

Saiba mais em: http://bit.ly/2gKBntB